A conceituação da saúde

A saúde é um estado de bem-estar físico, mental e social completo. Na explicação mundial da Organização da Saúde, é a ausência de doenças ou enfermidades. Entretanto, pessoas diferentes têm diferentes definições de saúde. Vamos examinar algumas das principais definições de saúde e acompanhar o que elas têm em comum.

Conceituando a saúde

No fato de uma política de saúde para a Índia, a conceituação da saúde é uma questão crítica. O projeto de Política Nacional de Saúde da Índia foi lançado em maio de 2002, contudo houve pouca discussão sobre a base conceitual pra essa política. Esse é um dificuldade que tem que ser resolvido para fazer uma política abrangente de comprido tempo.

A compreensão conceitual é essencial pra contextualizar a análise, fornecer achados comparáveis ​​e alavancar a sabedoria da diversidade. Bem como é primordial desenvolver propostas de políticas e avaliar tua eficiência. Como por exemplo, a charada da segurança numa política de saúde é determinada fazendo questões relacionadas a quem necessita de segurança, por que meios e a que custo.

Conceituar a saúde como ausência de doença

O conceito de saúde passou por algumas modificações ao longo da história. As abordagens iniciais da saúde se concentraram em curar sintomas e fazer uma população livre de angústia, e mais tarde o dualismo entre doença e saúde foi reformulado pela ciência e na economia. Este post explora a história da saúde e da doença e considera seu papel futuro pela busca médica.

A abordagem mais básica da saúde é a concepção funcionalista, onde a saúde é instituída como a perícia de exercer os deveres necessários da existência. Foi entendido como uma situação de poder exercer os direitos de liberdade e prazer e é visto como porção integrante da vida social e econômica. A doença é visão como um fator debilitante para a atividade e inibe a autonomia.

Conceituar a saúde como integridade

Conceitualizar a saúde como plenitude é uma maneira de conceituar a saúde como plenitude, um conceito que pode ser aplicado à saúde e à doença. É uma infraestrutura conceitual que poderá ser usada para uma pluralidade de propósitos, desde a promoção da saúde até a diminuição dos riscos da doença. Ele combina um questão no ser com ênfase no bem-estar social, físico e espiritual.

O conceito moderno de saúde enfatiza a know-how do indivíduo de auto-realização e auto-realização. Também, tenta equilibrar as forças internas da satisfação e da preocupação no organismo e na mente. A idéia de “toda a saúde” é frequentemente contraproducente, já que não leva em consideração o caso de que várias pessoas experimentam doenças crônicas e diversas pessoas com deficiência vivem com deficiências físicas de extenso tempo. Ademais, contribui para a exagero de medicalização da nação.

Conceituando a saúde como pragmatismo

A busca em saúde fundamentada no pragmatismo tem várias vantagens. Ele enfatiza a resolução de dificuldades e a justiça social orientada para a ação. Ademais, se presta à busca engajada pelo paciente. Bem como enfatiza a credibilidade da maleabilidade e posicionalidade pela procura em saúde.

A filosofia do pragmatismo está enraizada nos EUA, onde apareceu na primeira vez no encerramento do século XIX. Tuas origens são capazes de ser rastreadas até um grupo de discussão em Cambridge, Massachusetts, no começo da década de 1870. Seus pais fundadores incluíam o filósofo Charles Sanders Peirce, o psicólogo William James e Chauncey Wright. Outros novatos incluíram o reformador social John Dewey e o filósofo George Herbert Mead. No decorrer do século passado, foi montado por inmensuráveis acadêmicos e não acadêmicos.

Conceituando a saúde como individualismo

Usar o conceito de saúde como cidadão significa que a saúde não é simplesmente uma charada de aparência física, mas é relativa ao tema de uma pessoa. A saúde é um item das interações entre participantes de um coletivo acordado, e a saúde da população é amplamente acordada pelo estado da saúde em um determinado grupo. Algumas doenças têm antecedentes contextuais e determinantes contextuais se acumulam antes da concepção e do nascimento até a idade adulta.

A saúde é uma primordial construção social e cultural, e é então que a saúde bem como é uma construção relacional. A saúde é um estado de equilíbrio entre as habilidades e objetivos de alguém. O conceito de saúde poderá auxiliar a fortificar a cooperação entre abundantes atores e melhorar a saúde da população.